terça-feira, 30 de novembro de 2010

Quando você ama,

(...) você se machuca. Quando você se machuca, você odeia. Quando você odeia, você tenta esquecer. Quando você tenta esquecer você começa a sentir falta. E quando você começar a sentir falta.. Você eventualmente se apaixona novamente. Você não sabe que eu sinto o mesmo? Pois nada dura para sempre e nós sabemos que corações podem mudar.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

É assim.

E eu acabei percebendo que o que sempre devo colocar em primeiro lugar sou eu mesma, que é de mim que preciso cuidar em primeiro lugar, que é em mim que devo confiar em primeiro lugar, que é por mim que devo zelar antes de qualquer pessoa, que é em mim que devo pensar antes de qualquer ato, que amar os outros é simples, mas devo me amar antes de qualquer outra pessoa, percebi que é do meu umbigo que preciso cuidar e que é pra ele que devo olhar, percebi que preciso ter meu orgulho, mais que preciso saber abaixar a cabeça quando estiver errada, pois a única pessoa que nunca perderei na minha vida sou eu mesma, além da morte o resto querendo ou não aprendemos a superar!

domingo, 28 de novembro de 2010

30 days.

30 days till Christmas and all I know
Is I'm not quite ready to let go of this past year.


quarta-feira, 10 de novembro de 2010

sobre o Destino [...]

Acho tudo meio tenso, quando se trata do assunto ‘destino’. Quando não acreditamos nele, nos sentimos culpados por algumas atitudes, mas quando acreditamos, é tudo um pouco mais simples, pq é só dizer :‘ah, se o destino quis assim’ . Mas, pare e pense; quando nós jogamos a culpa no destino, estamos perdendo a chance de pensar, crescer, EVOLUIR !   Por isso eu prefiro pensar que não existe essa coisa chamada ‘destino’, e que os meus atos, são meus, que eu quis assim, e ponto! Mesmo no fundo, sabendo que era para ser assim, e que existe o destino mas não gosto de aceitar ou acreditar nisso, entende ?


como eu disse, ‘é tudo meio tenso’, as vezes nen eu entendo (: